quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Notícias felinas


A gata Matilde está a ficar velhota.

Na visita de rotina ao veterinário o verdicto foi algo como "a gata está bem de saúde, mas vamos ter de lhe arrancar os dentes todos."

Eu, a dona da bichana, estarreci... "bem sei que estão fraquinhos, mas depois como é que a bichana come??!!" Disseram-me que tinha de ser, que o foco de infecção era perigoso e que o mais provável é que ela já sentisse dores.

Pronto. Se tem de ser, assim seja, pensei eu para os meus botões.

Lá a levei, ontem, a custo, à clínica (parecia que percebera, a malandra) para a operação.

Fui buscá-la ao fim do dia, combalida e ainda com alguma dentição - afinal não eram todos os dentes, vá lá. Voltámos para casa, ela lá se foi aconchegando e até comeu qualquer coisa o que era óptimo sinal.

Durante a noite, porém, a partir das 3 da matina, não parava quieta. Não tinha sossego em sítio nenhuma. Deitava-se, levantava-se, miava, vinha acordar-me, sentava-se, fugia, tentava brincar, fugia, outra vez, deitava-se de novo... imparável, enfim.

Está com dores, pensei eu. Tentei acalmá-la, sem sucesso nenhum.

Pela manhã, dormia que nem uma lontra e eu cheia de olheiras e podre de sono lá fui trabalhar.

À hora de almoço, num feliz acaso, encontrei o veterinário que a operou e a quem dei conta do sucedido. "Dores? Impossível... a dose de morfina foi demasiado forte para que ela possa sentir dores; além de que a intervenção não foi nada traumática".

Ou seja, a gata estava era ainda mocada....! E, em vez da morfina lhe dar sono funcionou tipo extasy em plena rave...!

Isto só a mim....

1 comentário:

snifius disse...

provavelmente, vai miar, seja, pedir que arranques os outros dentes! Um a um, se possível!