quinta-feira, 19 de março de 2009

Dia do Pai


Dizem que quando um filho, pela primeira vez, nos dá a mão, nos prende para sempre.
Acredito que assim seja e, por experiência própria, afirmo que o laço criado é bilateral.

Ao meu pai devo muito do que hoje sou. Não só pela carga genética, mas, mais do que isso, por tudo o que me ensinou - a integridade, a honestidade, a ginástica mental, a razoabilidade, a ponderação, a fineza de que o humor é capaz, o gosto pela boa música, pela pintura, entre tantas outras coisas.

Adoro passear de braço dado com ele, e faço-o cheia de orgulho, porque o meu pai é o melhor do mundo, simplesmente porque é o meu.

Papá, embora longe, sabes que te trago sempre no coração.

Aqui fica o grande beijo, no teu dia, da filhota que te adora mais do que morangos, mesmo que cobertos de chocolate ;-)

4 comentários:

joão saloio disse...

idem, idem, aspas, aspas em relação ao meu; entonces o MELHOR PAI DO UNIVERSO!!!

Anónimo disse...

Bia...nao tarda muito estamos no dia da mae ...Queremos mais novidades...

Anónimo disse...

pois, agora, a morangada virou página de efemérides, quiça um dia de epitáfios.Aposto um capilé em como o próximo "post" será no Dia da Mãe!!!

Bzz disse...

Ilustre anónimo... parece que a aposta está perdida ;-)
obrigada pelo incentivo, de qq forma.
** Bzz